Forum Motoristas Do Asfalto
 
InícioPortalGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 HISTORIA DA VOLVO TRUCKS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Moises W@lle

avatar

Mensagens : 20
Pontos : 11939
Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 33
Localização : Ponte de Lima

MensagemAssunto: HISTORIA DA VOLVO TRUCKS   Qua Ago 06 2014, 02:25

A década de 1920




De Regresso Aos Loucos Anos Vinte
A década de 1920 foi um período de rápido crescimento para os camiões e o transporte pesado. No início da década, os camiões eram frequentemente equipados com sistemas de correias e pneus de borracha sólida.  Então, quando o primeiro camião Volvo, denominado "Série 1", saiu da linha de produção em 1928, a Suécia viu um camião que era accionado pelo eixo, tinha pneus pneumáticos e no qual o condutor se sentava numa cabina completamente fechada.

Mas o camião Série 1 não era um camião potente, tendo um modesto motor a gasolina de quatro cilindros, que produzia apenas 28 bhp, e com uma carga oficial igualmente limitada a 1.500 kg (metade do GVW). Ainda assim, o design básico deste primeiro camião já era muito bom, pelo que era frequentemente utilizado para transportar cargas que correspondiam ao dobro desse valor legal.



A década de 1930





Os camiões para transporte ligeiro ou médio da Volvo até 1932 não eram muito modernos, com travões em duas rodas e rodas com raios de madeira. A necessidade de um camião mais pequeno e moderno era evidente. As resultantes séries da Volvo, LV71 e LV73, mostraram ser muito populares, ao ponto de se poder dizer que estas séries impuseram a Volvo como principal exportador de camiões em meados da década de 1930.

No entanto, o passo mais radical da era foi a mudança na colocação do motor, o qual era normalmente colocado atrás do eixo frontal, mais para a frente e para cima sobre o eixo frontal, o que resultou numa melhor distribuição da carga sobre os eixos. O resultado foram os camiões Volvo LV8 e LV9, duas séries de camiões muito populares que se tornaram nos principais camiões na Suécia em finais da década de 1930.


A década de 1940



A primeira metade da década de 1940 foi, naturalmente, dominada pela Segunda Guerra Mundial. Consequentemente, as vendas de camiões civis tiveram uma evolução muito lenta. Felizmente, os clientes militares atenderam a chamada e a Volvo tornou-se num importante fornecedor das forças armadas suecas. Durante a Segunda Guerra Mundial, foram distribuídos milhares de camiões "Roundnose" no modelo standard, com um design simplificado, e também num modelo de tracção às quatro rodas.

Os camiões "Roundnose", que foram introduzidos como modelos de "1940" no final de 1939, eram compostos por uma gama alargada de camiões de aparência semelhante mas que cobriam um vasto conjunto de aplicações de transporte. A parte da frente, por exemplo, estava disponível em três larguras diferentes.  Os "Roundnoses" foram possivelmente os camiões Volvo mais bem sucedidos até aos camiões da série F introduzidos na década de 1970.

A década de 1950


Talvez nenhuma outra década tenha contribuído mais para o desenvolvimento do camião do que a de 1950. Motores a gasolina e motores rudimentares a diesel anteriores à câmara de combustão foram ultrapassados por motores a diesel de injecção directa mais eficazes. A emergência de motores mais potentes e eficazes também contribuiu para combinações de camiões mais pesadas e compridas.

Um dos camiões Volvo mais famosos de sempre foi o "Titan", o qual foi introduzido em 1951. Teve um papel pioneiro quando se tornou no primeiro camião do mundo a receber um motor com turbo compressor, em 1954. O resultado foi surpreendente: com o aumento na tara de apenas 25 kg, a potência do motor foi aumentada em 35 bhp (de 150 para 185 bhp).

A década de 1960



Durante a década de 1960, o camião foi finalmente coroado como o rei do transporte. Isto deveu-se em grande medida à sua flexibilidade e ao facto de se ter desenvolvido uma infra-estrutura nacional e internacional de estradas que possibilitou um transporte pesado rápido, seguro e eficiente. Na Suécia, também foram lançadas as cabinas com segurança certificada.

Neste período, a Volvo lançou o Titan TIPTOP/F88/G88. A importância destes modelos de camiões para a história da Volvo não pode ser sobrestimada. A sua cabina inclinável eficaz permitiu um melhor acesso às componentes básicas de um camião N. A cabina testada contra impactos também oferecia muito bons quartos de dormir e estar para um dos seus dois condutores. Adicionalmente, existiam também um novo motor, transmissão e componentes do chassis.



A década de 1970




A década de 1970 testemunhou a emergência de uma nova, espantosa série de camiões que iriam definir a tendência em design de camiões por muitos anos: o Volvo F10/F12 (e a versão Globetrotter).

Na 'década de 1960, a Volvo criou uma unidade de negócios especial cujo objectivo era o aumento da segurança e a melhoria das características ergonómicas.

Os resultados mais extraordinários foram os camiões F10/F12, os quais estabeleceram padrões absolutamente novos em termos ergonómicos e de segurança. Por exemplo, a cabina foi montada no chassis com suspensão espiral, criando um ambiente muito mais confortável para o condutor, e reduzindo em grande medida as dores nas costas. Os novos camiões F também têm janelas muito grandes, o que representa uma visibilidade melhorada, reforçando a "segurança activa" (ou seja, reduzindo os riscos de ocorrência de acidentes).


A década de 1980




Durante a década de 1980, os camiões tornaram-se ainda mais sofisticados. Os motores tornaram-se melhores, mais potentes e, acima de tudo, mais amigos do ambiente. Com a crescente utilização de sistemas de suspensão, as estradas, produtos e condutores passaram a desfrutar de uma vida bem mais confortável.

Quando a Volvo introduziu as famílias de camiões pesados FL6 e FL7/FL10 no Verão de 1985, foi uma demonstração de força. Ambas as famílias de camiões eram completamente novas e possuíam características inovadoras em comparação com outros camiões da concorrência no mesmo sector da indústria. Os camiões FL7/FL10 constituíram uma classe completamente nova de camiões, combinando a eficiência e leveza do seu antecessor, o F7, com a opção de um motor muito potente de 10 litros, com uma potência do motor até 318 bhp.


A década de 1990




A década de 1990 foi uma década dedicada a considerações ambientais, resultando em combinações de veículos mais eficientes e, no final da década, na introdução de soluções de IT tais como o Volvo Dynafleet 2.0, o qual fornece ferramentas a empresas de transporte e aos seus condutores que aumentam a eficiência e segurança de cada jornada.

Para a Volvo, também pareceu natural focar o nosso trabalho de design num sucessor para a gama F10/F12/F16, uma vez que era óbvio que devíamos começar a planear uma geração completamente nova de motores para suceder ao motor de 12 litros.  Iniciou-se o desenvolvimento de um motor radicalmente novo, o "D12". Pela primeira vez na Europa, o motor diesel de pesados dispunha de características anteriormente encontradas principalmente nos mais avançados motores de automóveis desportivos, incluindo a árvore de cames à cabeça e quatro válvulas por cilindro.


A década de 2000



No novo milénio, as exigências sobre os camiões e o transporte pesado são diversas. Apesar da boa eficiência de transporte e dos baixos custos de transporte permanecerem como os objectivos primários, a segurança, características ergonómicas e ambientais constituem também preocupações de alta prioridade.
Quando foi lançado o Amsterdam Truck Show em Fevereiro de 2000, os visitantes ficaram felizes por ver a versão Europeia do Volvo NH12 pela primeira vez - um veículo tecnologicamente avançado, equipado para o novo milénio. Este camião é propulsionado pelo ultramoderno motor diesel Volvo D12C de injecção directa controlado electronicamente e pode ser distribuído com a ferramenta IT da Volvo, o Volvo Dynafleet 2.0.


Um Pesado Global



Os camiões Volvo são vendidos e recebem assistência em mais de 130 países por todo o mundo, através de mais de 650 concessionários e 1.450 oficinas.

Mais de 90% dos camiões que construímos situam-se na classe de pesados, de mais de 16 toneladas, o que faz da Volvo Truck Corporation o terceiro maior fabricante de camiões pesados no mundo.
Ao todo, temos nove fábricas de montagem em todo o mundo, bem como oito fábricas detidas por parceiros locais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
HISTORIA DA VOLVO TRUCKS
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Fotos do Volvo C30 2010!
» Volvo V40 2013 é lançado oficialmente na Europa
» Historia do G classe "caminhos dificeis com classe!"
» A historia do verdadeiro Baby Benz!
» Historia da relação Mercedes Benz Brabus

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Motoristas Do Asfalto :: Camiões :: Volvo-
Ir para: